Ações Desenvolvidas:

CHAMADAS PÚBLICAS DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL PARA A PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA NAS UNIDADES PRODUTIVAS FAMILIARES DO ESTADO DA BAHIA

Convênio SUAF/ COOPERAST cp ba 0000/102 /2012 para prestação de serviços de ATER no Território Litoral Sul da Bahia.

Convênio com a SDR/ BAHIATER; Chamada Pública 01/2015 para prestação de serviços de ATER no Território Litoral Sul da Bahia.

Convênio com a SDR/ BAHIATER; Chamada Pública 001/2016 para prestação de serviços de ATER no Território Litoral Sul da Bahia.

Convênio com a SDR/ BAHIATER; Chamada Pública 002/2018 para prestação de serviços de ATER no Território Litoral Sul da Bahia.

  Convênios com o Governo do Estado da Bahia, através da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (BAHIATER), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), através da Chamada Pública de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), Agroecologia SDR/BAHIATER, para atender os Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), Serviços Municipais de Apoio à Agricultura Familiar (SEMAF) que trabalha de forma articulada com os Colegiados Territoriais, Consórcios Públicos, Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS) e Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS).
Estas Chamadas Públicas promove a assistência técnica tomando como foco o desenvolvimento rural sustentável, a superação da pobreza rural, sustentabilidade sócio ambiental com enfoque agroecológico priorizando as questões de gênero e geração, fundamentada no princípio de que as pessoas são centrais na promoção do desenvolvimento dos munícipios de Arataca, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Ilhéus, Itacaré, Itajuípe, Jussari, Maraú, Mascote, Santa Luzia, São José da Vitória, Uma e Uruçuca que estão dentro da região do Território da Cidadania Litoral Sul da Bahia.
No total de 2.460 famílias de agricultores familiares que já foram desde 2012, incluídas sócio produtivamente, por meio de uma proposta de transição agroecológica, a partir do planejamento, organização e estruturação das Unidades Produtivas Familiares (UPFs), com melhoria dos processos de diversificação da produção, aumento da produtividade e segurança alimentar e nutricional. As atividades individuais e coletivas, desde as reuniões de articulação, diagnósticos da UPF, Diagnóstico Comunitário, Planejamento Comunitário, Elaboração do Plano Produtivo Sustentável da UPF e Levantamento para a Regularização Fundiária e Ambiental das UPFs.

SELEÇÃO DE BENEFICIÁRIOS PARA AS AÇÕES DE DESENVOLVIMENTO DA FRUTICULTURA NA BAHIA APOIANDO OS EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR.
EDITAL Nº 02/2012
Parceria com o Governo do Estado da Bahia, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (SEDIR), diretamente e por meio da Companhia de Ação Regional (CAR), da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (SEAGRI), por meio da Superintendência de Agricultura Familiar (SUAF) e da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), da Secretária de Relações Institucionais (SERIN) e da Casa Civil, no âmbito do Programa Vida Melhor, em parceria com o Ministério da Integração Nacional.
Centro de qualificação de amêndoas de cacau tem como propósito fortalecer a comercialização de Cacau na região. Diante disso, o município de Itajuípe, por esta localizada na Zona Central da Região Cacaueira, Sul do Estado da Bahia, próximo a BR 101 e ao o Porto de Ilhéus, o maior porto exportador de cacau do Brasil, foi escolhido.
Composto de uma unidade autônoma de beneficiamento com capacidade para processar até 600 kg/dia de frutas para a produção de geleias, doces em pasta, compotas e frutas desidratadas. A abrangência da unidade será comunitária (comunidade rural, assentamento, comunidade indígena, comunidade quilombola, grupo de mulheres, grupo de jovens, etc.), e prevê atender diretamente 60 famílias.

Obs. Projeto em fase de construção.

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA
SISTEMA PAIS – PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA INTEGRADA SUSTENTÁVEL (MANDALA)
Convênio SDR/CAR 2017
A parceria entre – Cooperativa de Desenvolvimento Territorial -COOPERAST, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, prefeitura municipal de Arataca, Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africanas e Teia dos Povos, visa beneficiar 21 famílias com a construção de hortas em mandalas no Assentamento Rio Aliança, situado as margens da BR-101 em Arataca-BA.
É a chamada horta em mandala, onde no centro desse sistema circular temos um espaço para a criação de galinhas caipiras. O esterco produzido pelas aves é utilizado para adubar a horta, as hortaliças e os ovos para alimentação e/ou comercialização. Assim, seguindo o sistema de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável – PAIS, uma tecnologia social, com baixo custo e tendo, como premissa, o manejo orgânico da produção, fugindo dos altos custos da produção convencional.

PROJETO LIMPEZA E REQUALIFICAÇÃO DE AGUADA
Convênio SDR/CAR 223/2018.

  A limpeza e a requalificação de aguadas fazem parte do PROMER – Projeto de Mecanização Rural do Estado da Bahia, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR, empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com as prefeituras municipais e comunidades rurais.
O convênio beneficia 400 famílias e tem como objetivo de propiciar o armazenamento e acesso à água para criação de animais e produção de hortaliças, aumentar as possibilidades de renda das famílias beneficiárias, capacitar famílias para a convivência com o semiárido, preservação ambiental, política de combate a desertificação, gerenciamento das águas e cuidados com as estruturas hídricas da região.

PROJETO CONSTRUINDO O AMANHÃ.
Convênio FUNDAÇÃO CARGILL 2019

  Idealizado pela Cooperativa de Desenvolvimento Territorial (COOPERAST) e apoiado pela Fundação Cargill, o projeto apoia diretamente 20 famílias, gerando mais empregos e renda às famílias do Litoral Sul da Bahia nos municípios de Buerarema Una e Ilhéus.
Com este projeto, a cooperativa mostra às instituições e agricultores que é possível plantar, cultivar diferentes culturas ao longo do ano e ainda sim, conservar a Mata Atlântica. A ideia é que, através do Sistema Agroflorestal (SAF), todos possam cultivar Seringueira, Cacau, Goiaba, Açaí, Milho, Feijão de corda, Abóbora, Feijão de porco, Aipim, Quiabo, Banana e Gengibre, sempre preservando o solo, animais silvestres e a flora. A cooperativa ainda pretende unir esse ponto à questão do empoderamento feminino e a importância do jovem na agricultura.

PROJETO PRODUÇÃO DE HORTALIÇAS (PIMENTA)
Convênio UESC 2019

  A crescente procura por pimentas no mercado interno e externo trouxe expansão das áreas de cultivo em vários Estados brasileiros, principalmente as de iniciativas de agricultura familiar. Devido a esse aumento da demanda de produção, a Cooperativa de Desenvolvimento Territorial – COOPERAST por meio de sua equipe técnica se uniu a Universidade Estadual de Santa Cruz como objetivo realizar pesquisas, e implantação de pimenta em áreas assistidas pela cooperativa.
A parceria entre a COOPERAST e a UESC consistiu, no auxilio prestado pela Universidade em fornecer bancos de dados de sementes de pesquisas desenvolvidas em pimenta, e o trabalho pratico da cooperativa em buscar áreas experimentais em comunidades selecionadas, para posteriormente multiplicar os resultados positivos em áreas de MANDALA e SAFS assistidas pela COOPERAST.

WORKSHOP COOPERAST

  O evento tem o objetivo de apresentar os trabalhos desenvolvidos pela instituição, às oportunidades de estágios que a mesma promove, e discutir temas importantes, como a extensão rural e a importância da agroecologia no mundo atual.

  A COOPERAST se compromete diariamente em desempenhar com excelência, a função de orientar seus cooperados a utilizarem produtos naturais, que tenham menos impacto ao meio ambiente. As informações são transmitidas, através de diversos cursos para a capacitação da agricultura orgânica e atividades que comprovam o cultivo, e renda com sustentabilidade, assim como também as indispensáveis práticas agrícolas.
O importante trabalho social também exercido pela COOPERAST é o de inclusão dos agricultores ao atendimento de políticas públicas, oferecendo apoio às mulheres, e criando alternativas para incentivar a participação de jovens no campo.